Posts Marcados Com: bens materiais

O que te imprime?

prece

– O que te imprime em cada coisa que tocas é o comprometimento
O que te evidencia perante a uma multidão é a segurança de quem tem domínio e entrega no que faz.
O que te dá a liderança não é ordem, mas tato.
O que te da poder não é nobreza em título, mas nobreza de ser.
O que faz com que as pessoa te confiem, não é palavra, mas cumprimento.
O que nos torna um rosto a ser visto, é humildade, entender que somos parte de um inteiro em que todas as peças tem o mesmo tamanho,
O que te da o poder de transformar é ouvir.
O que te torna promotor de mudanças, não é mudar a visão de quem quer seja, mas possibilitar escolhas.
E no fim o que te transforma, o que te molda, o que te resume, o que te assume. Tem de ser o melhor da tua própria natureza.
– Henry Dean S. Reche –

Anúncios
Categorias: Autor Henry D. S. Reche | Tags: , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vibração Energética do Espirito!

Vídeo novo no canal!

Categorias: Espíritas | Tags: , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Por que Kardec não considerou espiritismo uma religião?

Vídeo novo no canal espiritualizando!

Categorias: Espíritas | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Orações!

Novidade no canal Espiritualizando!
A primeira oração é São Francisco de Assis
Locução Daniela Ortiz

Categorias: Autora Daniela Ortiz | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vídeo novo no canal Espiritualizando!

Categorias: Espíritas | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Novo vídeo no canal Espiritualizando!

Categorias: Espíritas | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vídeo novo na canal Espiritualizando!

Inscreva-se: https://www.youtube.com/channel/UCFLYTtK1PGwJ7MIrwFp8cCQ

Categorias: Diversos | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O Discípulo

mongetibet

” Uma vez o discípulo chegou a seu mestre dizendo-lhe que já havia sobre a vida tudo aprendido e que mesmo em sua preparação queria sorver lhe mais os conhecimentos.
O mestre vendo a inconsciente pretensão e a falta de lucidez de seu discípulo.
Ordenou-lhe que tivesse com Deus, e lhe fizesse o mesmo pedido.
Ávido por obter mais conhecimentos fez o que seu mestre havia dito.
Deus então lhe disse que o maior conhecimento não vem de reconhecer-se como mestre, mas sim em conhecer-se como eterno aprendiz.
Perguntou-lhe se achava preparado para o maior dos saberes.
O aprendiz prontamente lhe afirmou estar.
Deus então lhe disse;
-Eis o maior saber de todos. Tudo o que conheces não é verdade!
Os aspectos da vida que supunha dominar são falsos, a razão que lhe fala na cabeça não existe e o conhecimento que julga ter não serve de nada.
O aprendiz sem entender o que se passava, pegou-se desesperado quando as palavras do Senhor lhe acertaram em cheio.
– Mas como? Eu sei tudo quanto sabe meu mestre, conheço as dores da vida, respeito aos meus iguais e minha maior missão tem sido fazer a vida algo possível.
Mas não houve resposta.
Sentindo-se enganado e preterido por tudo o que já lutou, desistiu de sua jornada. Passou a humildemente observar a vida, a querê-la para si, e a se apaixonar por ser surpreendido por ela.
Nos últimos de seus dias, seu velho mestre que agora já se via um pedaço de homem, chegou-lhe e disse:
– Parabéns és um mestre!
O aprendiz sem entender pergunta:
-Mas como? Se o Senhor me disse que é impossível tal coisa, e que tudo o que eu havia visto não valia de nada.
– Meu filho, quando pedimos algo a Deus, com o coração e com sincera humildade ele nos agracia com sua verdade. Mas quando chegamos a ele com nosso orgulho e falsa razão, ao invés de dar-nos sua verdade,
Ele nos presenteia com uma nova chance de alcançar esta verdade por nós mesmos, de forma que no decorrer desta jornada, nos lapidemos para compreender esta verdade e aceitá-la como nossa.
Hoje, o que me diz da vida? Aprendes-te a apreciá-la sem julgar-se a cima dela, sem querer modificá-la ou devorar-lhe os segredos.
O que antes não conseguia se quer enxergar, hoje você viveu!
O aprendiz pensando responde;
– Agora eu entendo e sei qual era a grande verdade do Senhor.
– E qual era meu filho?
– Que quando pensamos ser senhores da verdade e da razão, não estamos próximos do que mais queremos, que é alcançar o saber que nos torne mais lúcidos, mas sim estamos nos distanciando de nosso intento.
É preciso humildade pra entender a vida, e principalmente para aprender com ela.
Nada está sob nosso poder, somos aprendizes, crianças que desejam aprender tudo sobre esse jardim gigantesco que é a obra do pai e o que ele tem a nos oferecer.
E por vezes nos achamos próximos de compreendê-lo em sua totalidade, quando na verdade estamos é deixando de lado o principal, que é aprender com a humildade, viver e fluir junto a vida que nos foi presenteada sem achar-nos conhecedores dela, mas abertos a habitá-la de forma sincera.”
– Henry Dean S. Reche –

o principal, que é aprender com a humildade, viver e fluir junto a vida que nos foi presenteada sem achar-nos conhecedores dela, mas abertos a habitá-la de forma sincera.”
– Henry Dean S. Reche –

Categorias: Autor Henry D. S. Reche | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Canal Espiritualizando!

Criei um canal no YouTube para falar sobre espiritualidade e já esta no ar o primeiro vídeo.

vai lá e se inscreve no canal!

Categorias: Diversos | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Alguns passos são necessários.

1 – Evoluir sempre é a questão mais importante da nossa existência. Em primeiro lugar, você precisa melhorar os aspectos da sua consciência, curando os traços negativos da sua personalidade, como raiva, medo, tristeza, mágoa, pessimismo, intolerância, agressividade, tendência a criticar, tendência a controlar os outros, tendência a se isolar do mundo, tendência a se culpar, e assim por diante. Leia livros, faça cursos, terapia, participe de grupos específicos, todavia jamais, sob nenhuma circunstância, deixe de dar prioridade número um a curar os seus pensamentos e emoções negativas.
– Entenda que você é 100% responsável por você. Ninguém é responsável pela sua felicidade e você também não é responsável pela felicidade de ninguém. Arregace as mangas e siga em frente com vontade de fazer a diferença. Você pode até não saber o que está fazendo e também não ter certeza se está no caminho certo, mas se você estiver cheio de ânimo para encontrar o seu caminho, naturalmente irá encontrar, pois esse movimento obedece a leis naturais.
 Você não conseguirá ir a lugar nenhum se não valorizar o que você é e o que você tem no agora. Jamais reclame, jamais critique, tampouco gaste o seu tempo se lamentando pelo que não tem ou não conseguiu. Gratidão e foco no seu objetivo são ingredientes mágicos que irão turbinar a sua energia interna de realização.
– Ser para ter é a chave. No mundo atual, a maioria das pessoas olha ao seu redor e em algum momento sente uma carência profunda por não ter os bens materiais que o vizinho tem, por não ter o emprego que um amigo tem ou o relacionamento perfeito que aquela pessoa que está na mídia. Nesse momento, de forma ilusória, a pessoa pode acreditar que para ser feliz precisará dos bens materiais do vizinho, do emprego do amigo ou o relacionamento perfeito daquela celebridade. Como dificilmente ela conseguirá tudo isso, tal e qual as pessoas citadas conseguiram, então, o sentimento de carência pode vir à tona com toda força. Você não pode inverter o caminho das coisas, não podemos ter algo para ser, entretanto, devemos ser para ter. E o ser para ter envolve exatamente a aplicação correta do princípio 1.
– Adquira o hábito da reflexão diária. Sem parar todos os dias, silenciando os sons externos e acalmando a mente, você jamais escutará a voz da sua alma. Internamente, no âmago da nossa consciência encontramos as respostas certas para absolutamente todas as situações da nossa vida, contudo, não somos acostumados a isso. Todos os dias, feche os olhos por dez minutos e faça perguntas mentalmente para você, as quais têm o objetivo de analisar como a sua alma se sente quanto à forma como você vem vivendo a sua vida. Algumas perguntas que você pode se fazer são:
– Eu estou no meu lugar no mundo?
– Quanto esforço eu faço para ser aceito(a) pelas pessoas à minha volta? Isso é realmente necessário? Eu estou agindo corretamente?
– Qual é o tamanho e qual é a qualidade do legado que eu já construí nesta vida? Quantas coisas eu já fiz pelo mundo das quais eu posso me orgulhar?
– Eu gosto do que me tornei?
– O que eu pretendo começar a fazer neste instante para melhorar a minha vida e o mundo?
6 – Você só muda o mundo começando por você. Você não consegue mudar no outro o que não consegue mudar em você. Ensine pelo exemplo, seja o exemplo! Se quer mais harmonia, conquiste-a primeiro. Se quer que alguém tenha mais amor, mais paciência, mais perdão, então, tenha você primeiro mais amor, mais paciência e mais perdão.
7 – Saia do piloto automático. O mundo de hoje está programado para as pessoas não pensarem, não refletirem e viverem dentro de uma proposta de comportamentos controlados para um padrão materialista unicamente e linear. Não assista TV demais, não leia futilidades demais, não faça o que todo mundo faz o tempo inteiro, não fique na corrida louca do inconsciente coletivo, pois assim você será engolido.
 Tenha disciplina nos assuntos essenciais. Toda pessoa, com o tempo, descobre valores os quais ela não suporta viver sem, por isso, descubra quais são esses valores na sua vida e dê muita atenção a eles. Todos nós temos áreas de nossas vidas que podem ser consideradas estratégicas, então as mapeie e determine um plano de ação para que sejam bem organizadas em sua vida.
9 – Viver o seu melhor é uma consequência. Quando você aplicar na sua vida um estilo de vida e comportamentos voltados para os princípios anteriores, naturalmente os seus dons e talentos começarão a aflorar e você será inspirado a fazer novas coisas. Mas atenção! Não há como ser feliz com seus próprios talentos, se você não souber aplicar os princípios anteriormente citados.
Bruno J. Gimenes
Categorias: Espíritas | Tags: | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.